Websérie “RG – A Revolução” tem como tema central a homofobia e “cura gay”

Você sabia que já existe a vacina para a “cura gay”?! Calma! Não na vida real, mas sim na websérie “RG – A Revolução”. Dirigida por Tainã Stinghen e idealizada por Daniel Sena, a série é divida em dez capítulos e tem como tema central a homofobia. Misturando realidade, ficção, sexualidade, ciência, ética, amor e liberdade.

Após assumir a sua homossexualidade, Bruno, interpretado pelo ator Matheus Silvestre, vira cobaia humana, mesmo sem saber, de um experimento científico que promete a “cura gay”. Em tempos de debate sobre a criminalização da homofobia, ficção e realidade se misturam, questionando a sociedade sobre seus preconceitos e intolerância. “O brasileiro fala, fala, mas não sabe o que pensa de verdade a respeito. Apesar de temas relacionados “ao universo gay”, a série está para todo mundo, para todos os públicos!”, diz Matheus.

Daniel Sena conta que teve a iniciativa de criar a websérie devido ao forte preconceito vivido pela comunidade LGBT. “Quis escrever a série pensando na mensagem que ela poderia levar às pessoas que são agredidas, de todas as maneiras, por não terem o direito de viver com suas escolhas ou suas condições. No Brasil, infelizmente, os gays costumam carregar essa bandeira de forma mais árdua.” declarou o autor. “RG – A Revolução” encontra-se em seu sexto episódio e pode ser assistida toda segunda-feira, às 23h, no canal “Em Todos os Planos” do Youtube.

Confira os episódios…

R.G – A Revolução / Episódio 01

R.G – A Revolução / Episódio 02

R.G – A Revolução / Episódio 03

R.G – A Revolução / Episódio 04

R.G – A Revolução / Episódio 05

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!