Adolescente de 17 anos é agredido pelo pai e pela irmã após revelar ser gay!

Como já sabemos, a violência contra os LGBTs não partem só do lado de fora de casa. Muitas vezes, o preconceito e a intolerância moram juntos com as vítimas de homofobia. Foi o caso vivido por um jovem de 17 anos, morador de Mogi Mirim, interior de São Paulo. De acordo com o jornal “O Popular”, o adolescente foi agredido pelo pai e pela irmã logo após se assumir gay.

Preferindo manter o anonimato, ele conta que as agressões sempre ocorreram, mas que agora elas se intensificaram. “Eu desde sempre sofri preconceito, por diversas vezes fui deixado pra fora de casa quando saía. Na minha última discussão com meu pai, ele afirmou que queria que eu trouxesse uma garota como minha namorada, o que não aconteceu e não acontecerá. Foi nesse momento que ele me deu um tapa no rosto, e minha irmã começou a me agredir com o capacete, me deixando com escoriações no braço e na boca”, contou.

O jovem foi encaminhado à Santa Casa e passou por cuidados médicos. Ele não entrou mais em contato com o pai e, após retirar os pertences na residência, com o auxílio da Guarda Municipal, passou a morar com duas amigas. O caso foi encaminhado ao Conselho Tutelar da cidade e é acompanhado pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Mogi Mirim. “É tudo muito difícil, muitas pessoas tem uma ideia errada do que é ser gay. Hoje estou me reerguendo e sei com quem posso contar”, desabafou.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!