Contra o baixo astral! Drag queen leva alegra para crianças com câncer em hospital

whatsapp-image-20160618_2

Famoso nas casas noturnas de Teresina, no Piauí, o jovem Dackson Mikael de Sousa Rodrigues, ou melhor, a drag queen Chandelly Kidman decidiu conciliar as performances nos palcos da noite, de eventos, confraternizações, com um projeto social no mínimo louvável. Como?! Levando alegria para crianças que fazem tratamento de câncer em um hospital do Piauí.

Para isso, Chandelly, de 24 anos, dedica um dia por mês para visitar crianças no Hospital São Marcos, clínica referência no tratamento de câncer. Durante as apresentações, a drag queen monta uma grande e divertida festa para as crianças. Além disso, pais, mães e profissionais de saúde que acompanham os pequenos no tratamento de saúde, se reúnem numa confraternização onde todos cantam e dançam.

chandelly4

“Esse projeto significa muito tanto para mim quanto para as crianças porque isso acaba sendo uma extensão do tratamento que elas fazem no hospital. Era um desejo pessoal e eu não tinha noção do quanto era importante. Estou fazendo parte da vida dessas crianças e de alguma forma ajudo no tratamento. Com o projeto, eu reflito mais sobre o mundo por conta do poder dessa sutiliza”, conta a drag em entrevista ao G1.

“Tem também toda uma questão da quebra de paradigmas. Porque no imaginário das pessoas, o lugar de uma drag queen é na noite. A gente vive em um momento de caos em relação ao preconceito. E acho que quando eu levo uma drag para este ambiente, causa um questionamento político sobre LGBT, sobre gêneros. É preciso refletir”, disse.

A proposta do Chandelly Kids, segundo a mentora, é levar um ar mais festivo a um ambiente de hospital. No espaço onde acontecem as apresentações, a drag queen envolve ainda artistas convidados em um local onde é montada uma decoração temática. Desde que o projeto foi iniciado, já foram 10 apresentações.

IMG-20160622-WA0011

chandelly_R8dHrYe

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 21 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Comentários no Facebook