Estados Unidos registram primeiro caso de mãe e filho transgêneros

O estado americano de Michigan entrou para a história como o primeiro lugar do mundo a registrar um caso em que mãe e filho se tornaram transgêneros. Erica e Corey Maison, moradores de Detroit, em Michigan, nos Estados Unidos, agora serão tratados como pai e filha. O fato, noticiado pelo tabloide inglês The Mirror, além de inédito, está se revelando, também, uma grande lição de amor familiar.

Foi há quatro anos que Corey, de 15, contou ao pais que era transgênero e, por isso, gostaria de se tornar uma mulher. “Eu queria fazer meus parentes orgulhosos de quem eu era, mas pensei que eles não fossem gostar”, contou Corey, que vai manter seu nome. Mas foi somente no ano passado que sua mãe, Erica, revelou à família também ser transgênero e disse que iniciaria sua mudança de gênero. Pai e filha, agora, contam com o apoio um do outro para lidar com a transição.

A americana, que possui outros cinco filhos além de Corey, disse, em entrevista ao The Mirror, que, quando sua filha se descobriu transgênero, ela também já sentia que havia “nascido no corpo errado”. Ou seja, imaginava-se um homem, e não uma mulher. Porém, resolveu esconder este fato de toda a família durante quatro anos. “Tive medo do futuro, de como o resto da minha via seria”, conta.

Eric, que já se submeteu a uma dupla mastectomia, conta que o restante da família também deu apoio à transição. E mais: anunciou que vai continuar casado com o marido, Les Maison.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 21 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Comentários no Facebook