Avó cede barriga para que filho possa realizar sonho de ser pai com o parceiro

Valéria Oliveira é mãe de Victor, casado com Roberto Pereira há três anos e meio. Ambos são pais de Alice e Valentina, de 2 meses, que foram geradas no útero de Valéria. Sim, da avó. A dona de casa de 52 anos sabia do sonho do filho de ser pai e, diante da dificuldade que o casal vinha enfrentando para adotar uma criança recém-nascida, ela se ofereceu para gerar os netos.

Victor é filho único, e eu tinha vontade de fazer isso por ele, por mim, para aumentar nossa família. Queria muito ser avó”, conta Valéria, com lágrimas nos olhos, em entrevista ao jornal O Globo. A princípio, Roberto, o genro, não gostou muito da ideia. “Não queria colocar a vida dela em perigo. A possibilidade de realizar o nosso sonho, ter as crianças e não ter ela não fazia sentido”, lembra o contador.

Mas Victor, bombeiro e psicólogo, resolveu marcar uma consulta numa clínica de fertilização in vitro. E o médico acabou tranquilizando a família em relação aos riscos. “Fiz vários exames clínicos, laboratoriais, biopsia da camada do endométrio… Já estava no climatério (período que antecede a menopausa), mas o médico disse que meu útero estava perfeito, como o de uma adolescente”, conta Valéria.

A gravidez aconteceu por meio de fertilização in vitro, com óvulos de uma doadora anônima e espermatozoides do casal. Em maio de 2016, os embriões foram transferidos para o útero da voluntária. Quinze dias depois, veio a confirmação da gravidez. “Foi uma felicidade, porque, para nós, a possibilidade de sermos pais biológicos era algo muito distante”, diz Victor.

As gêmeas nasceram de 37 semanas, no dia 2 de fevereiro. Para celebrar o nascimento das filhas, os pais criaram um perfil no Instagram (@paisdegemeasfiv), e já conta mais de 13 mil seguidores.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!