Ricky Martin conta que passou dois anos tentando sair do armário: “Medo do menosprezo”

Em recente entrevista a CBS News, Ricky Martin revelou que sofreu muito quando estava decidindo tornar pública sua orientação sexual. Segundo o cantor, foram dois anos pensando em admitir sua homossexualidade, e que os filhos Matteo e Valentino, que nasceram em 2008, foram os responsáveis por ele finalmente “sair do armário”.

“Eu pensei, se não sou honesto com meus filhos, o que estou ensinando para eles? Estou os convidando a mentir”, justificou. “Foi como… nossa! Eu sofri muito. Foi muito doloroso… mas quando finalmente enviei essa mensagem no Twitter, e compartilhei com o mundo minha orientação sexual, pensei: ‘Meu Deus, isso é tudo? Perfeito'”.

De acordo com o cantor, a revelação não aconteceu antes por medo. “Tinha medo do menosprezo, do repúdio, porque infelizmente por muitos anos muitas, muitas pessoas me diziam que eu não podia sentir isso, que meus sentimentos eram maus, que o que eu estava sentindo não era de Deus, que se eu era gay, eu não era uma boa pessoa”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 21 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Comentários no Facebook