Ronaldo Ésper diz que “virou” gay por conta de “maldição” na infância

Em entrevista ao programa “Fala Que Eu Te Escuto” desta quarta-feira (05/04), Ronaldo Ésper voltou a afirmar que deixou de ser gay desde que se converteu ao cristianismo e frequenta a Igreja Universal do Reino de Deus.

Segundo o estilista e apresentador, ele só “virou gay” por conta de uma maldição lançada na sua família. “Eu acredito que as pessoas nascem com várias tendências, com coisas de família. Para mim foi uma maldição. Uma maldição que foi lançada a mim quando era muito pequeno por uma pessoa que não era da minha família, mas que casou com a minha família”, contou.

“Acho que a maldição veio desta mulher. E ela passou a vida inteira me perseguindo. Uma vez ela me jogou na piscina e não me socorria. E eu não sabia nadar. Até que meu tio veio e me tirou”, continuou. Ésper falou que conheceu a igreja de Edir Macedo por meio de sua mãe. O costureiro lembrou que nunca se assumiu gay para a família e que viveu um romance de 14 anos com um homem casado. Ele ainda afirmou que não casaria com nenhuma mulher aos 73 anos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 21 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Comentários no Facebook