Estudo aponta que homofobia pode ser indício de atração pelo mesmo sexo

Infelizmente, não são raros os casos de homofobia que acontecem atualmente. Um estudo das universidades de Rochester (na Inglaterra) e da Califórnia (nos Estados Unidos) apontaram que esse comportamento pode ser um indício de atração pelo mesmo sexo.

Os pesquisadores concluíram que pessoas que crescem em ambientes familiares repressores podem se privar de seus desejos internos. Por isso, elas suprimem a atração que sentem pelo mesmo sexo e se tornam preconceituosas, como um mecanismo de defesa. Foram feitos quatro experimentos em que testaram, de acordo com o tempo de resposta, a relação entre o apoio à autonomia dado pelos pais e a diferença entre a sexualidade declarada e a implícita.

Os testes foram feitos, cada um deles, com 160 universitários. Através de perguntas sobre o que os jovens consideravam como “gays” e “heterossexuais”, foi possível a orientação sexual implícita de cada um. Também foram feitos experimentos direcionados à situação familiar, crenças e preconceitos.

A partir de ai, os pesquisadores concluíram que quem se dizia heterossexual, mas demonstrava não ser “internamente”, tinha mais propensão a agir com agressividade contra pessoas gays.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!