Americano é preso após espancar rapaz gay brasileiro e mantê-lo em cativeiro durante quatro dias

Jackson Sugrue, um americano de 19 anos, foi preso em Boston, nos Estados Unidos, acusado de crime de ódio contra Otoni Eliseu, um brasileiro de 50 anos. Segundo a vítima, que é gay assumido, ele ouvia insultos homofóbicos enquanto era agredido por Surge.

O brasileiro, que estava desocupado e morando na Igreja Batista da Filadélfia em Framingham, Massachusetts, conta que estava nos fundos do local com Sugrue quando de repente ele se tornou violento. “Ele me atacou por trás, dizendo ‘você é gay, você gosta de mim?'”, conta Eliseu, que ainda foi espancado com um extintor de incêndio. Após as agressões, Eliseu foi trancado dentro de um banheiro e deixado por lá durante quatro dias, sem ter o que comer e beber.

No quarto dia, o rapaz conseguiu fugir e acionar a polícia. Eliseu foi encontrado inconsciente e com diversos hematomas pelo corpo. “Jesus estava me ajudando, graças a Deus estou vivo”, disse o brasileiro. Ele foi levado para o hospital para tratamento. Sugrue foi preso no mesmo dia, sob acusação de crime de ódio.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!