Silvetty Montilla sobre Super Drags: “Não quer que criança veja? Não deixe”

Responsável por dublar a personagens Vedette Champagne na série de animação “Super Drags”, Silvetty Montilla comentou sobre a polêmica em torno da tentativa de censura do desenho da Netflix.

Silvetty vê a tentativa de censura a “Super Drags” como mais uma manobra do conservadorismo em calar o movimento. “Não quer que a criança assista? Não deixe ver”, disse a drag queen de 51 anos em entrevista ao UOL. No entanto, ela entende que falta união da comunidade LGBTI+ para engrossar a representatividade política e, consequentemente, a educação sobre o tema.

Ainda na entrevista, Silvetty comemora a recente ascensão de drags à mídia, impulsionada, no Brasil, pela cantora Pabllo Vittar, como um marco para toda a categoria. “Nós temos artistas talentosíssimas, mas as oportunidades não são mesmas. Fico muito feliz porque a Pabllo chegou onde nenhuma de nós vai chegar, está abrindo um leque que serve para todo mundo”, conta.

Mas engana-se quem pensa que sempre foi fácil assim. “Antigamente era tudo mais difícil. Antes de mim, tinham aquelas mais precursoras que precisavam se montar dentro da boate, levavam a peruca dentro da sacola. Eu ainda tinha que tomar cuidado também. Hoje em dia, você vê uma molecada de 15, 17 anos montada dentro do metrô”, compara.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!