Bolsonaro diz em entrevista que acabará com o “coitadismo” de gays e negros

Em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonar, afirmou que, se eleito, acabará com o que chamou de “coitadismo” de negros, gays, mulheres e nordestinos, e afirmou que políticas afirmativas como cotas para ingresso em universidade reforçam essa noção.

Ainda na entrevista, divulgada nesta terça-feira (23/10), Bolsonaro disse que, quando era pequeno “não tinha essa história de bullying, o gordinho dava pancada em todo mundo, hoje o gordinho chora”. “Tudo é coitadismo”, definiu ele. “Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Tudo é coitadismo no Brasil, vamos acabar com isso”, continuou.

Ainda na entrevista, Bolsonaro garantiu que não vai conceder tratamento diferente aos governos petistas e de oposição. “Não podemos prejudicar o povo do Piauí (se referindo ao governador reeleito Wellington Dias, do PT), qualquer estado que seja, porque tem um governador que não se alinhe ideologicamente conosco”, garantiu.

Confira o vídeo (se você tiver estômago)

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!