Parada do Orgulho LGBT do Rio reúne mais de um milhão de pessoas em Copacabana

(Ricardo Moraes/Reuters)

As cores do Arco-íris tomaram conta da Avenida Atlântica, em Copacabana, na Zona Sul do Rio, neste domingo (30/09). Com o tema “Vote em Ideias, Não em Pessoas. Vote em quem tem compromisso com as causas LGBTI”, a 23ª edição da Parada do Orgulho LGBTI Rio reuniu mais de um milhão pessoas, segundo a assessoria do evento.

O principal objetivo deste ano é fazer um alerta para a defesa da democracia e dos direitos LGBT na política. A festa foi comandada por Suzy Brasil, uma das drags mais famosas da noite carioca, que também conduziu os shows de artistas como Luisa Sonza, Lexa, Lorena Simpson, MC Pocahontas, Funtastic, Gabily, Clau, Ananda, Donas, Lary, MC Nem, As Baphônicas e Armário de Saia. Quem fez falta nos trios foi a cantora Wanessa Camargo, que cancelou sua participação no evento por motivo de saúde.

O superintendente de políticas públicas LGBT do governo do Rio de Janeiro, Ernane Alexandre Pereira, lembrou no evento que, a cada 19 horas, uma pessoa LGBT é assassinada no Brasil. Ele pleiteia que os candidatos a cargos eletivos promovam “políticas públicas para grupos LGBT, com uma plataforma que olhe um pouco mais para esta comunidade, com segurança, educação, saúde e assistência”.

“Queremos o político que se comprometa com esta pauta, que deixe de ser uma política de governo e passe a ser uma política de Estado”, disse. Durante a parada, não havia bandeiras partidárias, mas, por várias vezes, gritou-se “ele não” contra o candidato à presidência do PSL, Jair Bolsonaro.

Cerca de 80 voluntários participaram da parada, prestando informações sobre prevenção de infecções sexualmente transmissíveis (IST), HIV e aids durante o evento. Foram disponibilizados 200 testes rápidos de HIV e 200 mil preservativos femininos e masculinos, gel lubrificante e folhetos informativos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!