Homem é preso por decapitar, esquartejar e queimar corpo de vizinho após convite para sexo

Um homem foi preso em flagrante depois de ter assassinado um vizinho com golpes de enxada e facão, na Zona rural de Aliança, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. Segundo a polícia, ele confessou o crime e detalhou como esquartejou, decapitou e queimou partes do corpo.

“O autor do crime disse que matou porque a vítima queria manter relações sexuais com ele”, afirmou a delegada de Aliança, Maria de Lourdes Andrade, em entrevista ao G1. Quando foi preso, o homem ainda estava sujo de sangue, de acordo com a policial. O assassinato ocorreu no fim da noite de quarta-feira (05/12), em Vila Lindaura, na localidade de Chã do Esconso. A prisão aconteceu horas depois, na manhã de quinta (06/12), na casa de Ítalo Araújo dos Santos, o homem que confessou o crime.

“Na delegacia, ele contou com detalhes como foi o assassinato, ocorrido durante uma bebedeira, na frente da casa da vítima. Em 18 anos de polícia, nunca vi um caso assim”, declarou a delegada. Maria de Lourdes contou que tudo começou quando Ítalo bebia cachaça com Rafael Leopoldino da Silva, de idade não informada. “O rapaz disse que a vítima começou a fazer gracinhas e disse que queria fazer sexo com ele. Então ele disse que ‘era homem’ e pegou a enxada e o facão”, relatou a policial.

A delegada disse, ainda, que no primeiro momento Ítalo atingiu Rafael com o instrumento usado na agricultura e cortou a cabeça do vizinho. Depois, pegou o facão e retirou os braços e os pés. Em seguida, juntou mato e botou fogo nas partes do corpo. Na sequência, relatou a delegada, o autor confesso do crime colocou a cabeça de Rafael em um saco e levou até a casa de outro vizinho. Ele bateu na porta e acordou o homem. “Quando a pessoa perguntou o que estava acontecendo, Ítalo mostrou o saco com a cabeça e disse que havia matado o homem. O vizinho mandou ele correr”, declarou.

Pouco antes da prisão, na manhã de quinta, policais militares e civis chegaram à vila onde ocorreu o crime e encontraram os restos mortais. “Ainda tinha coisa pegando fogo”, disse a delegada. Ao fazer rondas na área, os policias chegaram até a casa do vizinho que tinha sido acordado por Ítalo e visto o saco com a cabeça de Rafael. “Essa pessoa contou tudo e a gente foi até a casa do autor do crime. Até a maçaneta da porta estava suja de sangue”, contou Maria de Lourdes. A delegada informou também que Ítalo comentou que mantinha um relacionamento com uma mulher de 72 anos e que já tinha sido responsável por outros três assassinatos em Camaragibe, no Grande Recife.

De acordo com a polícia, Ítalo deveria ser encaminhado na manhã desta sexta (07/12) para a audiência de custódia, no Fórum de Nazaré da Mata, também na na Zona da Mata Norte.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!