Travesti líder comunitária é morta a tiros quando caminhava em rua de Fortaleza

Uma travesti foi assassinada a tiros na noite deste sábado (29/12) na Rua Carvalho Nogueira, no município de Maracanaú, Região Metropolitana de Fortaleza. De acordo com informações da delegacia da área, Rogéria Paiva, 46 anos, era líder comunitária e havia entrado em conflito com membros de uma facção criminosa que atua na área.

Ainda segundo a polícia, ela foi atingida na região cervical e lombar. Conforme relatado pela polícia, dois homens chegaram e dispararam com arma de fogo. Rogéria não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ninguém foi preso.

A Secretaria da Segurança Pública (SSPDS) informou, por meio de nota, que equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) foram acionadas para iniciar as investigações acerca do crime de homicídio que resultou na morte da travesti.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!