Jussie Smollett é preso em Chicago após suspeita de denúncia falsa de ataque homofóbico

Após pagar fiança de 100 mil dólares, Jussie Smollett pôde deixar o centro de detenção de Chicago, onde ficou preso após a polícia da cidade reunir evidências que mostravam que o ator da série Empire orquestrou um ataque racista e homofóbico contra si mesmo.

A prisão do ator foi informada através do Twitter pelo porta-voz da polícia de Chicago, Anthony Guglielmi. “A acusação criminal contra Jussie Smolett por desordem e falsa denúncia foi aprovada pelo Juri. Detetives entrarão em contato com sua equipe de advogados para negociar uma entrega pacífica para sua prisão”, afirmou ele na publicação. Em uma coletiva de imprensa, a polícia de Chicago disse que Smollett forjou o ataque por estar insatisfeito com o seu salário em Empire. Segundo a EW, Eddie Johnson, o superintendente da polícia, disse que o ator pagou US$ 3,500 a dois homens que ele conhecia como figurantes em Empire para realizar o ataque.

O relato inicial de Smollett afirma que ele estava em Chicago quando foi abordado por dois homens que fizeram ofensas racistas e homofóbicas. Os dois então teriam batido no ator, amarrado-o com uma corda ao redor do pescoço e jogado-o uma substância química, posteriormente descoberta como alvejante. O ator também afirmou que ouviu os agressores eram MAGA (de “Make America Great Again”, apelido dado aos eleitores de Donald Trump).

Algumas semanas após a denúncia, a mídia de Chicago reportou que o caso poderia ser forjado. “Diversas fontes” do jornalista Rob Elgas, da ABC 7, apontam que o incidente foi falsificado pois o ator estava descontente que seu personagem em Empire, Jamal Lyon, seria retirado do programa. Outro relato por parte de Brad Edwards, da CBS Chicago, indica que as “duas testemunhas não-prestativas” que estão sendo investigadas são os homens que ajudaram Smollett no golpe. Jussie Smollett terá que responder por ter comunicado um falso crime à polícia. Ele teve seu passaporte confiscado, e não pode deixar os Estados Unidos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!