Lésbica é ofendida por cobrador de ônibus após pedir o troco: “Tinha que ser sapatão”

A LGBTfobia continua fazendo novas vítimas! No último dia 26 foi a vez da passeadora de cães Bah Fernandes, que revelou em um post no seu Facebook ter sofrido sérias humilhações a caminho do trabalho.

Na publicação, Bah, que mora em São Paulo, conta que não tinha créditos no seu bilhete único, então teve que efetuar o pagamento através de uma nota de $20,00. O cobrador que, já estava sem postura no trabalho, “fez cara feia ao ter de dar o troco”. No que Bah percebeu a cara feia do cobrador, tentou explicar a situação: “É a única nota que tenho e o crédito do bilhete acabou!”.

O cobrador, então, jogou o troco em cima da caixa de dinheiro e, aos gritos, começou a chamá-la de “sapatão”. Indignada, ela pegou o celular e gravou as ofensas do cobrador. Quando a moça começou a filmar, o cobrador fez gestos obscenos. Em determinado momento, indagou bah, questionando “se ela era macho”. Bah, afirma que já fez o B.O narrando o ocorrido, bem como já acionou sua advogada, para perpetrar as medidas cabíveis.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!