Casa Branca responde Taylor Swift após cantora criticar governo Trump no VMA

A Casa Branca respondeu Taylor Swift após a cantora fazer uma crítica durante o VMA 2019, que aconteceu na noite desta segunda-feira (26/08). Durante seu discurso de agradecimento a um dos prêmios recebidos por seu trabalho no clipe “You Need to Calm Down”, Taylor relembrou a petição sobre a “Lei da Igualdade” e afirmou que “basicamente, todos merecemos direitos iguais perante a lei”.

Ao final do clipe lançado em junho de 2019, Taylor deixa uma mensagem pedindo por assinaturas e, segundo a cantora informou em seu discurso, já reuniu meio milhão de assinaturas, o que seria suficiente para ter um retorno da Casa Branca. “Nós merecemos direitos iguais sob a lei. Quero agradecer a todos que assinaram a petição porque tem meio milhão de assinaturas, o que representa cinco vezes a quantia necessária para garantir uma resposta da Casa Branca”, disse a cantora, que ainda olhou para o relógio no pulso, mostrando que segue esperando uma resposta.

Nesta terça-feira (27/08), um dia após a premiação, a secretária de imprensa da Casa Branca Judd Deere respondeu Taylor dizendo que a “Administração Trump é para direitos iguais, mas contra a lei da igualdade”. “A Administração Trump se opõe absolutamente à discriminação de qualquer tipo e apoia o tratamento igualitário para todos; no entanto, o projeto de lei aprovado pela Câmara em sua forma atual está cheia de pílulas de veneno que ameaçam minar os direitos parentais e da consciência”, informou Deere.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!