SP: exposição exibe obras de 19 artistas brasileires com temática LGBTI+

Vai ter sexualidade e diversidade sendo expostas SIM!

A Mostra Diversa chega à sua 3ª edição, apresentando 19 trabalhos artísticos que abordam orientações, expressões e identidades de gênero dissidentes.

Foi através dos pedidos de diverses artistas brasileires, de diferentes partes do país, que tinham vontade e necessidade de expor seus trabalhos que o Museu da Diversidade Sexual de São Paulo, localizado na estação República do metrô, se dispôs a organizar uma mostra bienal, com obras de artes que abordassem a temática da diversidade sexual.

Foi em 2015 que aconteceu a 1ª edição da Mostra Diversa que, neste ano, chegou à sua 3ª edição. A inauguração da exposição aconteceu no dia 25/10, às 17h e ficará acessível ao público até dia 11/01/20, com entrada gratuita.

Para a edição 2019 da mostra foram selecionados trabalhos de 19 artistas, dentre os mais de 100 inscritos através de chamada pública. Dos projetos escolhidos, estão obras que questionam padrões de feminilidade, criticam a masculinidade tóxica do clichê do homem nordestino, retratam as diversas faces do processo de transexualidade, abordam questões como afetos, discriminação e a subjetividade de sexualidades não normativas em contextos periféricos.

O Museu da Diversidade Sexual recebeu mais de 100 projetos de todas as regiões do país para a III Mostra Diversa. Inicialmente seriam selecionado 8 projetos, porém, por causa da alta qualidade dos trabalhos, a organização da mostra decidiu por aumentar esse número para 19 artistas, que foram contemplades com o prêmio de R$ 1.000,00 (mil reais).

“Tentamos sempre contemplar todas as questões que compõem o complexo universo LGBTI+. Olhamos para trabalhos que sejam representativos, que tenham força e diferentes origens geográficas e socioculturais. Priorizamos obras de artistas que geralmente não têm espaço para expor”, explica o diretor do Museu da Diversidade Sexual, Franco Reinaudo.

De acordo com a curadoria da mostra, as obras em exibição nesta edição dialogam com o contexto atual e os desafios enfrentados pela comunidade LGBTI+ frente ao avanço do conservadorismo, sempre refletindo sobre o esforço de resistência, empoderamento e da luta pela visibilidade e respeito dos LGBTs.

Estão sendo exibidas obras de diferentes técnicas como fotografias, pinturas, quadrinhos, intervenções, bordados, colagens, instalações e desenhos. Os trabalhos expõem questões próprias de sexualidades dissidentes.

De acordo com o diretor do museu, a escolha do vermelho-sangue na identidade visual da mostra não foi por acaso, o que dá margem à uma interpretação ambígua entre o sangue como rastro de violência e o mesmo sangue que corre em nossas veias e alimenta a nossa vida.

“O projeto expográfico aproxima duas leituras muito fortes. Quando você é LGBTI+ e se mostra como é, a reação imediata é a discriminação e muitas vezes a violência que gera sangue; quando você é ferido. Mas o Museu todo pintado de vermelho também representa um coração, um lugar de proteção, um espaço seguro para viver sua sexualidade”, comenta Franco.

Um dos principais propósitos da mostra é oferecer a artistas da comunidade LGBTI+ ou que abordam a temática em suas obras, a oportunidade de trazer a público um trabalho autoral, de testar formatos e ter liberdade artística em um cenário ainda marcado pela escassez de visibilidade para este grupo. É o que confirma o artista Marcos Rossetton, que foi um dos selecionados na Diversa 2017. “Ter estado no elenco de artistas da mostra com um trabalho validado por um museu com um recorte curatorial tão importante para o debate social e fundamental na contemporaneidade, como o Museu da Diversidade Sexual de SP, foi um divisor de águas em meu processo artístico. Só agradeço!”.

Serviço

III Mostra Diversa | Enaltecendo e divulgando a arte LGBTI+
De terça a domingo, até dia 11/01/20, no Museu da Diversidade Sexual de São Paulo.
Entrada gratuita.
Estação República do Metrô (piso mezanino). Rua do Arouche, 24, República – São Paulo – SP. Das 10h às 18h.

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto