Astro do K-pop fala sobre ser gay na Coreia do Sul: “Não é comum a sociedade coreana aceitar “

O astro de k-pop, Holland revolucionou a indústria musical coreana. Em 2018, o artista foi o primeiro a se assumir gay na Coreia do Sul antes de alcançar a fama. O anúncio surgiu por meio do clipe Neverland, primeiro de sua carreira, o qual beija outro garoto.

“Não é comum na sociedade coreana aceitar abertamente indivíduos LGBTQ+ ou a comunidade, então espero que haja mais oportunidades para falar abertamente sobre homossexualidade no futuro. Eu acredito que minha música está desempenhando um papel ao ampliar essa conversa”, relata o artista em entrevista à revista Vogue britânica.

Após compartilhar com o público sua orientação sexual, Holland acredita que pode ser um símbolo para outros jovens terem coragem de serem quem são, mesmo em um país como a Coreia do Sul. “Durante meus anos escolares, então, quando passei por um período difícil, fui muito influenciado por artistas pop LGBTQI+ ocidentais. Eu sabia que precisávamos de uma figura similar na Coreia. Eu também queria compartilhar minha história fazendo música significativa para que as pessoas ouvissem”, comenta o cantor.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!