Conar solicita suspensão de campanha homofóbica de “cerveja católica”

O Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) determinou a suspensão do anúncio homofóbico da Cervejaria Saint Arnulf no Facebook, onde ela se posiciona contra a militância LGBTQIA+. Na publicação, a empresa afirma que “a cervejaria é contra a militância LGBT e não teme perder clientes por isso”.

O post diz ainda que a página é de uma “cervejaria católica” e que “combate tudo o que se opõe ao reinado social e político de Cristo”. De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, a relatora do caso afirmou que a postagem fere de maneira ostensiva o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária de forma legal, uma vez que a militância LGBT é legalizada. Ela também citou a decisão do STF que reconheceu a união homoafetiva e a lei antirracismo.

A decisão do conselho do Conar foi unânime e partiu da denúncia de uma consumidora de Ribeirão Preto. Depois que o processo foi aberto, o órgão recebeu ao menos outras dez reclamações sobre a postagem, mas nenhuma manifestação a favor. A decisão ainda cabe recurso.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!