Jovem que afundou a marteladas crânio de colega de quarto gay pega 14 anos de prisão

Joseph Williams, um jovem católico de 21 anos, foi condenado a 14 anos anos de prisão após afundar à marteladas crânio do seu colega de apartamento, Connor Huntley, que é gay assumido, enquanto dormia. O caso aconteceu no Reino Unido em maio de 2013.

“Eu não sei como dizer isso, mas o meu amigo de apartamento está morto. Eu o agredi na cabeça com um martelo enquanto ele dormia”, disse Joseph (foto ao lado) em uma ligação para a polícia. Ao chegaram no apartamento onde os jovens moravam, os policiais encontraram Connor ensanguentado e com um martelo enfiado na sua cabeça, mas ainda com vida. Depois de uma operação para remover o martelo preso em sua cabeça, uma parte do seu crânio teve que ser removida. Segundo especialistas, o agressor sofria de problemas mentais quando atacou seu colega de quarto. Por isso, ele terá de receber tratamento em um hospital durante grande parte do cumprimento de sua sentença.

“É uma sorte extrema ele não ter morrido! Ele nunca será capaz de viver uma vida independente, viverá impossibilitado de desfrutar das coisas que as pessoas jovens gostam de fazer. Você arrancou uma boa parte da vida daquele rapaz. Sua periculosidade vai além de sua doença mental!”, disse o juiz responsável pelo caso para Joseph Williams .

connorhuntley0809b

A família da vítima classificou o ataque como “ato profundamente repugnante”. “Ninguém merece ser tão violentamente atacado de uma maneira tão mal, independentemente de raça, idade, sexo ou sexualidade. Connor está fazendo um progresso lento, mas constante”, disse em comunicado.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!