RS: Polícia prende homem acusado de tentar matar jovens gays com facão

Depois de três semanas de investigações, a polícia gaúcha chegou a Jonatas Brito, de 32 anos. O agressor confessou que tentou matar os jovens Cainã Klemann, 21, e Matheus Silva, 20, porque eles são homossexuais. Cainã e Matheus foram atacados em um posto de gasolina na véspera do Natal, dia 23, enquanto conversavam com amigos em Gramado, na Serra Gaúcha.

No vídeo, registrado pelas câmeras de segurança do posto de gasolina, o agressor aparece descendo de um táxi com um facão em mãos. Em seguida, ele ataca pelas costas os dois rapazes. Segundo relataram, a confusão começou na saída da loja de conveniências do posto. Um grupo de pessoas teria feito provocações a Jonatas, por conta de sua voz. Ele então afirmou que voltaria para “ensinar eles a virarem homens”. “Levei cinco pontos na nuca e um médico me disse que o capuz me salvou da morte. Poderia ter furado a nuca”, relatou Cainã em entrevista ao G1. Matheus sofreu um profundo corte na cabeça e levou seis pontos.

Os amigos temem represália do criminoso que prometeu se vingar dos jovens. “Estamos com muito medo. Não vamos mais a nenhum lugar”, desabafou Cainã. O agressor de 32 anos foi preso e encaminhado ao Presídio de Canela. “O que se apurou foi que a agressão foi simplesmente porque os dois rapazes são homossexuais”, explicou o delegado responsável pelo caso, Gustavo Barcellos. De acordo com ele, Jonatas possui diversos antecedentes criminais por tráfico de drogas e já foi preso outras duas vezes.

Confira o vídeo chocante do momento das agressões…

cainã-matheus-pheeno-corpo

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!