Drag queen curitibana leva pedrada na cabeça em ataque LGBTfóbico: “Pegaram pra matar”

pallomamassafera

A LGBTfobia quase fez mais uma vítima fatal esta semana! Paolla Massafera, que recentemente ganhou o título de Rainha do Bate Cabelo de Curitiba no último mês, sofreu um grave ataque nesta quinta (07/07), a caminho do Centro de Curitiba. Montado como drag queen, Nicolas Ferreira, de apenas 19 anos, aguardava seu ônibus no bairro de Caiuá, quando foi surpreendido por dois jovens armados com uma faca.

Nicolas contou para o site Lado A que foi levado para um matagal, deixado nu e que recebeu uma pedrada na cabeça. Percebendo que a intenção deles era matá-lo, tentou se desvencilhar e acertou um chute com o salto no rosto de um deles, conseguindo escapar. Somente de peruca, ele percebeu que os rapazes haviam fugido com seu vestido, maquiagem, celular e sua mochila, deixando apenas calcinha e sutiã para trás.

“Foi horrível, fiquei lavada de sangue”, contou a drag queen, que já providenciou o boletim de ocorrência e fez o exame de corpo de delito. Por conta dos dois cortes profundos na cabeça, ela deve ficar algumas semanas afastada dos palcos.

“Tá aí gente o que nós sofremos por sermos diferentes. Um dos cortes da minha cabeça que foi feito por dois filhos de uma puta transfóbicos que me deram duas pedradas na cabeça e levaram todas as minhas coisas, inclusive minhas roupas. Pegaram pra matar mas Deus me deu forças e eu consegui sobreviver”, desabafou ela em seu perfil no Facebook. Fica bem, Paolla!

O Pheeno.com.br é um portal de notícias, estilo de vida e entretenimento LGBT do Rio de Janeiro, antenado também em tudo que acontece de importante para o segmento no Brasil e no mundo!