Tempos difíceis! Vice de Donald Trump é eleito “homofóbico do ano”

mike-pence-and-donald-trump

Tempos difíceis estão por vir para pessoas LGBT nos Estados Unidos. O próximo vice-presidente do país, Mike Pence, foi eleito “homofóbico do ano” em votação organizada pelo “All Out”, movimento que trabalha com organizações e ativistas locais para promover a igualdade em todo o mundo. Mais de 30 mil pessoas votaram e elegeram o vice de Trump com 52% dos votos. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, ficou em segundo lugar e o próprio Donald Trump conquistou o terceiro lugar.

De acordo com o “All Out”, Mike Pence, que atualmente é governador de Indiana, “construiu uma carreira na legislação anti-LGBT. Ele foi um dos primeiros governadores a aprovar uma lei de “liberdade religiosa”, permitindo que empresas do estado de Indiana recusassem clientes LGBT. Adivinha quem ‘aconselhou’ sobre este projeto de lei? A ‘Aliança Em Defesa da Liberdade’, um dos mais poderosos grupos extremistas anti-LGBT dos Estados Unidos”, informa o site do movimento.

E isso não é tudo. O político, em 2000, propôs a transferência da verba governamental do projeto “Ryan White Act”, que auxilia pessoas que vivem com HIV/AIDS, para instituições “que prestam assistência àqueles que procuram mudar seu comportamento sexual”. Ele também sugeriu que o casamento entre pessoas do mesmo sexo levaria a um “colapso da sociedade”. Título de “homofóbico do ano” mais que merecido!

Apaixonado por Comunicação, Marcelo Haubrich é editor do Pheeno e também responsável pelo marketing e redes sociais do site! Além disso, o carioca de 25 anos acumula diversas funções na noite brasileira: designer, produtor, DJ, entre outras.

Comentários no Facebook