Banheiro feminino de colégio tradicional do Rio é pichado com mensagem contra lésbicas

Um dia após a votação de primeiro turno, o banheiro feminino de um dos colégios mais tradicionais da Zona Sul do Rio, o Liceu Franco-Brasileiro, apareceu nesta segunda-feira (08/10) com uma pichação contra mulheres lésbicas.

“Sapatas vão morrer, kkk”, escreveu o pichador, até o momento não identificado. A escola, que fica em Laranjeiras, distribuiu aos pais uma circular repudiando a expressão encontrada na parede, como publicou o colunista Ancelmo Gois em seu blog. O comunicado é assinado pela diretora pedagógica, Celuta Reissmann, que trata o caso como uma manifestação de intolerância.

“Hoje, pela manhã, fomos surpreendidos com uma pichação no banheiro feminino cujo conteúdo expressava intolerância contra minorias. Somos uma instituição que se firmou no cenário desta cidade e deste país como escola que preza o respeito às diversidades e, portante, não aceitaremos qualquer tipo de manifestação preconceituosa, a qual será combatida com firmeza”, dizia o comunicado do Franco-Brasileiro.

A escola afirmou também aos responsáveis que não há no histórico da instituição qualquer registro como esse e que “o problema está sendo tratado com todo cuidado e atenção”. Um dia antes, no domingo, o colégio serviu de local de votação. Pais de alunos levantam a hipótese de que alguém de fora da escola, durante o primeiro turno, tenha feito a pichação.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!