Maísa lamente morte de fã gay vítima de homofobia: “Só queria orar pelo respeito”

Defensora do LGBTs, Maísa Silva usou o seu twitter nesta quinta-feira (04/10) para lamentar a morte de um fã gay, morto vítima de homofobia.

“Acabei de ver o caso de um menino que morreu após sair de uma boate gay. Ele me seguia no Instagram. Não sei o que dizer, só queria orar pelo respeito e pelo amor no nosso mundo. A homofobia mata. O ódio e o preconceito caminham juntos, só não vê quem não quer”, lamentou a atriz e apresentadora de 16 anos.

Mesmo com as mensagens de apoio, houve quem ainda criticasse a postura de Maísa. “Até tu Brutus?”, questionou uma internauta. “Até eu o quê? Demonstrando ser contra preconceito? Que bom, né?”, respondeu.

Não é de hoje que Maísa mostra seu apoio à causa. Em 2016, durante entrevista para a divulgação do filme “Carrossel 2”, a estrela do SBT foi direta ao ser questionada sobre homofobia e pessoas que disseminam o ódio. “Isso é tão primitivo que não deveria nem existir. Se todo mundo parasse pra pensar o quanto o amor é importante e o quanto as pessoas são movidas por este sentimento seria diferente. As pessoas são livres e os homofóbicos precisam entender que aquilo que soma nunca será maior que aquilo que subtrai”, disse Maísa, na época com 14 anos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!