Padre acusa Celine Dion de satanismo após lançar roupas infantis sem gênero

Segundo o site da National Catholic Register, tudo começou quando foi divulgado o vídeo da campanha, em que a cantora aparece mencionando uma Nova Ordem Mundial, o que foi considerado, por alguns eclesiastes, “um lado sombrio”.

No vídeo da campanha, Celine aparece invadindo uma maternidade em que todos os bebês vestem rosa e azul. Com um “pó mágico”, ela faz com que todas as roupinhas se transformem em preças pretas e brancas, indicando o gênero neutro. “Estou convencido de que a maneira como essa coisa de gênero se espalhou é demoníaca”, disse o padre exorcista, John Esseff. “Eu nem sei quantos gêneros devem existir agora, mas existem apenas dois que Deus criou. A dimensão demoníaca da criação de tal linha de roupas é muito profunda”, complementou.

A nova linha de roupas faz parte de uma parceria criada entre Celine Dion e uma marca de roupas alternativas chamada Nu Nu N. Da colaboração entre as duas nasceu a CELINUNUNU, que visa liberar as crianças dos papéis tradicionais de menino e menina, e permite que os jovens cresçam com valores de igualdade e liberdade.

“O diabo está indo atrás das crianças e confundindo o gênero”, disse ele. “Quando uma criança nasce, quais são as primeiras coisas que dizemos sobre essa criança? É um menino ou é uma menina. Essa é a coisa mais natural do mundo para dizer. Mas dizer que não há diferença é satânico”. “O diabo é um mentiroso e há enormes mentiras sendo contadas. Isso está sendo feito por dinheiro, e há marcas do diabo nisso. Essa [neutralidade de gênero] é uma manobra que ele tem. Ele está sendo impulsionado por uma agenda porque existe um espírito por trás disso”, completou.

Confira o comercial

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!