Jovem gay denuncia homofobia no carnaval de SP após ser espancado a pauladas em bar

Um radialista relatou, nas redes sociais, ter sido vítima de homofobia enquanto pulava Carnaval no bloco Sai Hétero, na última segunda-feira (24/02), na Rua Augusta, no centro de São Paulo. Em vídeo, Felipe David da Silva, de 29 anos, afirma que pediu para usar o banheiro de um bar na Rua Martins Fontes, quando foi agredido.

“Infelizmente estou aqui porque eu virei estatística. Acabei de levar duas pauladas na cabeça dentro de um estabelecimento, um bar em que estávamos eu, minha irmã e alguns amigos”, começou. “A gente pediu para usar o banheiro, o proprietário não deixou e recebi um tapa na cara, duas pauladas de uma marreta gigante, sei lá, um pedaço de pau”, conta o radialista. Segundo Felipe, tudo teria ocorrido no estabelecimento que fica na rua Martins Fontes, 390. “Não vão para este lugar”, alertou, nas redes sociais.

Segundo o radialista, sua irmã também acabou sendo vítima de agressão. “Minha irmã levou uma [pancada] no braço. Queria conscientizar vocês que a homofobia está aí, não teve nenhum tipo de discussão, comentário chulo da gente, a gente só perguntou se podia usar o banheiro e ele disse não”, disse.

O caso foi registrado como lesão corporal pelo 1º Distrito Policial de Mauá, no ABC Paulista, onde mora o radialista. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, o caso será investigado por policiais do 4º Distrito Policial de São Paulo (Consolação), responsável pela área dos fatos. “Um inquérito policial para prosseguimento das investigações e adoção das devidas providências”.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!