Repórter da Globo rebate com dados oficiais fala homofóbica de jornalista da CNN que relaciona gays e Aids

(Foto: Reprodução/TV Globo)

O jornalista da TV Globo, Pedro Figueiredo, usou o seu perfil no Twitter para desmentir dados compartilhados pelo jornalista da CNN, Leandro Narloch, nesta quarta-feira (08/07), durante a exibição do programa “Live CNN”. Na ocasião, Leandro deu um show de homofobia ao vivo após afirmar que “gays têm uma chance muito maior de ter Aids”, sem citar qualquer fonte de pesquisa.

Através da rede social, Pedro apresentou informações do mais recente boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, mostrando que de 2007 e 2019, 248.520 pessoas (homens e mulheres) se infectaram no Brasil pelo vírus a partir de relações sexuais. Ainda de acordo com os dados do boletim, dos infectados, 105.014 eram LGBTQ+, representando 42% do total. Portanto, 58% dos casos, são pessoas heterossexuais que contraíram o vírus.

“Os números são do último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde. Portanto, disseminar que o HIV é um ‘problema dos gays’, além de fake news, é uma covardia intelectual e um desserviço que só contribui pro preconceito. Se preservar independe do sexo e da orientação sexual”, pontuou o jornalista.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!