Estrela de “Asterix e Obelix” conta que se prostituía, agredia e roubava clientes gays

O polêmico ator Gerard Depardieu, consagrado por estrelar filmes como Asterix e Obelix, revelou que teve um passado conturbado envolvendo relações gays e crimes homofóbicos. Em sua biografia escrita por Lionel Duroy, o francês de 65 anos contou que se prostituiu na juventude. “Eu sabia, desde muito novo, que agradava os homossexuais”, relatou. Além de pedir dinheiro a eles, o ator também admitiu que chegou a agredir e roubar alguns clientes.

“Aos 20 anos, o bandido em mim estava com tudo. Eu batia em um cara e saía dali com todo o dinheiro dele”, disse. Além da prostituição, Gérard ficou preso por três meses após se envolver com roubos de carros e contrabandear cigarros, além de admitir beber até 14 garrafas de vinho por dia. Ele também roubava sepulturas – o ator costumava desenterrar os corpos de pessoas mortas recentemente, e roubava as jóias e sapatos dos recém-enterrados.

Gerard aborda, ainda, sua amizade com o presidente russo Vladimir Putin e conta que pediu cidadania russa para evitar impostos de 87% na França. “Nós dois poderíamos ter nos tornado criminosos. Acho que Putin gostou imediatamente do meu lado hooligan… O fato de eu ocasionalmente estar caído de bêbado na rua”, disse.

Confira uma foto do ator ainda jovem…

ge6

O Pheeno.com.br é um portal de notícias, estilo de vida e entretenimento LGBT do Rio de Janeiro, antenado também em tudo que acontece de importante para o segmento no Brasil e no mundo!