Rio: ator do grupo “Nós do Morro” é vítima de homofobia e leva soco no olho

Até quando?! Max do Nascimento Andrade, ator do grupo “Nós no Morro”, foi mais um vítima de homofobia no Rio de Janeiro. Na manhã do último domingo (19/10), Maxie Maya, como é conhecido, havia saído de uma festa gay e estava na escada da estação do metrô da Cinelândia com amigos quando um estranho o abordou e o xingou de “viadinho”. A agressão verbal não parou por aí e culminou em um soco violento que atingiu o rapaz no olho esquerdo.

“Foi totalmente gratuito. Eu nunca tinha visto esse homem. Levei um baita susto. Depois do soco, caí e meus amigos vieram me ajudar. Quando eles olharam para cima novamente, o sujeito tinha sumido” contou Max, de 29 anos. Para ele, o agressor – de cerca de 1,80m, de cabelo preto, curto e com barba – treina alguma luta, já que a pancada foi forte e dada na vertical.

Após a agressão, ele foi levado pelos amigos ao Hospital municipal Souza Aguiar. O ator fará outros exames para saber se ficará com sequelas, já que a visão está comprometida. Max fez um registro de ocorrência na 5ª DP (Lapa). “Passei o domingo chorando e desde então não consigo sair sozinho de casa. Estou muito assustado. Nunca fui vítima de preconceito, nem verbal. O que aconteceu me machucou demais, além do físico” desabafou Maxie, que é de Sergipe e está no Rio há cinco anos.

Além do rosto machucado, a agressão também resultou um prejuízo profissional: esta semana ele faria um videobook para entregar a uma diretora. “Fiz uma foto minha e mandei para ela. Falei que não poderia fazer o videobook porque meu rosto estava daquele jeito”, lamenta.

max-vitima-homofobia1

O Pheeno.com.br é um portal de notícias, estilo de vida e entretenimento LGBT do Rio de Janeiro, antenado também em tudo que acontece de importante para o segmento no Brasil e no mundo!