GO: Feirante gay é espancado por dois homens em ataque homofóbico

Um feirante gay, que atua no ramo há mais de 30 anos, foi agredido com socos e pontapés após uma confusão em uma feira de Goiânia. Segundo a Polícia Civil, o homem apanhou somente por ser homossexual. Os dois suspeitos do crime já foram identificados, mas seguem em liberdade.

A situação ocorreu no último dia 11, sábado, quando o feirante chegava para trabalhar. Ele lembra que estava estacionando o caminhão quando quatro pessoas, que lanchavam em uma banca, se sentiram incomodadas porque ele manobrou o veículo perto demais da mesa delas. Foi quando os agressores se aproximaram para tirar satisfações. A vítima, que prefere não se identificar, sofreu hematomas nos olhos e escoriações no braço, além de ficar com o corpo todo dolorido.

Para o G1, ele conta que ficou desacordado e que os agressores afirmaram, durante a briga, que a vítima “teria que morrer” pelo fato de ser homossexual. “Foram muitos murros, muitos pontapés em todo meu corpo. Na costela, no peito, na minha cabeça. Só senti o sangue, depois acho que eu desmaiei. Ele disse assim: ‘gente como você tem quem morrer’. Eu já percebi. Ele quis me identificar como gay e como que eu não valesse nada. Como seu eu não fosse gente naquele momento”, relembra.

Após o espancamento, o feirante registrou uma ocorrência no 1º DP de Goiânia. Segundo o delegado Izaías Pinheiro, responsável pelo caso, uma testemunha anotou a placa do carro dos agressores, que já foram identificados. Eles devem prestar depoimento ainda nesta semana.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!