Polícia investiga morte de jovem em Copacabana; amigos suspeitam de homofobia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando a morte do universitário paulista Ruan Kaike dos Santos, de 22 anos, que viajou à cidade para participar do Carnaval e foi encontrado desacordado no domingo (26/02) na praia de Copacabana, na Zona Sul.

Para a polícia, a principal suspeita é a de afogamento, mas amigos estão escrevendo em sua página no Facebook que ele foi vítima de homofobia. Após ser encontrado desacordado, ele foi levado de ambulância pelo Corpo de Bombeiros e internado no Hospital Municipal Miguel Couto, no bairro da Gávea, na Zona Sul.

De acordo com a Secretaria municipal de Saúde, o rapaz não apresentava lesões externas e deu entrada na unidade em estado gravíssimo. Um inquérito foi aberto para saber o que realmente houve com Kaique. O delegado Gabriel Ferrando, titular da 12ª DP (Copacabana), ouvirá depoimentos de parentes e testemunhas do caso.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!