“Não tive pudor nenhum”, diz Cauã Reymond sobre cenas de sexo gay

Cauã Reymond encara com naturalidade as cenas de sexo ao lado de Matheus Nachtergaele no filme “Piedade”, de Cláudio Asis, com estreia prevista para o próximo ano. Em entrevista para o colunista Bruno Astuto, o ator revelou detalhes sobre a experiência.

“É bem hard core. Acho legal contar uma história mais erótica. Não tive pudor nenhum”, afirmou. “Recebo muitos convites, mas só aceito aqueles que subvertem os personagens que me oferecem nas novelas”, contou. Completando 15 anos de carreira, Cauã ainda comentou sobre ser considerado um símbolo sexual.

“Fico lisonjeado, mas não acordo pensando nisso. Sei que meus personagens ajudam a preencher esse posto. E é bom penetrar nesse imaginário do público, levar a pessoa para a fantasia. Mas eu sou desconfiado. Tenho mais facilidade para ouvir uma crítica do que para aceitar, de coração, um elogio. Acho que é uma forma de eu me proteger”, conta.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!