Austrália celebra primeiras uniões entre homossexuais após sua legalização

Austrália começou, nesta terça-feira (09/01), a celebrar oficialmente os primeiros casamentos entre pessoas do mesmo sexo, depois que o Parlamento de Camberra aprovou no mês passado a legalização destas uniões.

“De hoje em diante, nenhum casal deverá esperar para declarar o seu amor e solenizar seu compromisso com o outro”, disse Sally Rugg, representante da Getup!, uma das organizações que promoveu a reforma na Austrália. Os atletas Craig Burns e Luke Sullivan se casaram nos primeiros minutos de hoje, data em que esses casamentos poderiam ser realizados, de acordo com a lei assinada no início de dezembro.

A cerimônia, que incluiu uma escultura de dois corações unidos pela palavra “is” (Amor é amor) aconteceu na região de Carool, no leste do país, com a presença de 50 pessoas. “A igualdade para se casar é um grande passo em frente para a Austrália”, disse Sullivan, à emissora de TV “ABC”, que adiou com seu parceiro a lua de mel para que os dois possam se preparar para os Jogos da Commonwealth, que acontecerão em abril, em Gold Coast, no nordeste australiano.

O Parlamento australiano aprovou, em 7 de dezembro, a reforma da Lei do Casamento de 1961 – que foi modificada em 2004 para especificar que esta união é exclusiva entre uma mulher e um homem – para permitir os casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Esta reforma foi adotada após uma pesquisa nacional promovida pelo primeiro-ministro Malcolm Turnbull, cumprindo uma promessa eleitoral, onde mais de 61% dos cidadãos expressaram sua opinião a favor da legalização.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!