Dono da Riachuelo apoia união de igrejas que visam lutar contra LGBT

Flávio Rocha, presidente da Riachuelo, uma das maiores lojas de departamento do Brasil, afirmou em entrevista ao blog Coluna do Estadão, ser ligado à igreja Sara Nossa Terra e defende as ideologias das igrejas conservadoras, dentre elas estão o combate ao casamento gay, aborto e o que chamam de “ideologia de gênero”.

Para Rocha, “o economês conserta o País, mas é o discurso sobre os costumes que levará o candidato a ganhar a eleição presidencial deste ano”. Ainda na entrevista, ele não descarta concorrer à presidência da República caso haja uma mobilização em torno de seu nome. “É muito feio uma pessoa ser convocada para uma missão nacional e se recusar por razões egoísticas, por causa de patrocínios”, disse.

De acordo com a publicação, a ideia de um acordo entre evangélicos e católicos para conseguir eleger 200 deputados em novembro para o Congresso só vem crescendo. Atualmente, evangélicos têm 97 parlamentares e católicos, 48.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!