Alunos denunciam racismo e homofobia na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo

Alunos da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, denunciaram nas redes sociais, um caso de racismo e homofobia ocorrido na noite desta quarta-feira (21/03). Um banheiro feminino foi pichado com uma frase racista e contra lésbicas. A inscrição foi fotografada e levada à direção da instituição, que abriu sindicância para apurar o ocorrido.

Na porta do banheiro foram escritas, com letra em caixa alta, as frases: “fora sapatão’, “fora preta sapatão”, “odeio preto” e “fim das cotas”, em referência às cotas para estudantes negros. A aluna Layla Coelho Cassimiro foi quem procurou os responsáveis pela faculdade para que sejam tomadas medidas. Segundo ela, seu pedido imediato foi para que o banheiro fosse lacrado para “preservar a cena do crime”.

Aluna do 4º ano do curso de direito, Layla disse que esse caso foi a gota d’água, pois outras atitudes semelhantes de racismo já ocorreram na instituição. Segundo ela, os outros casos não foram devidamente apurados. “Isso já aconteceu outras três vezes e nada foi feito. Agora, vou até o fim. A faculdade é um espaço democrático, é um espaço nosso por direito e devemos lutar por isso”, disse a estudante em entrevista ao G1.

A estudante registrou um boletim de ocorrência digital e aguarda o posicionamento da Polícia Civil sobre o caso. A instituição de ensino informou, por meio de nota, que repudia o comportamento e que abriu sindicância para apurar o ocorrido.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!