Jovem que rompeu a traqueia após sexo oral conta que os pais estão bravos com a repercussão do caso

Se você acompanhou a internet na última semana ou ficou por dento do nosso Instagram (@SitePheeno), com certeza conheceu a história de Fredy Alanis. Gay assumido, o jovem de 19 anos foi parar no hospital após romper as veias respiratórias após uma sessão de sexo oral com um cara com pênis de cerca de 25 centímetros.

Bem, parece que os pais do garoto não ficaram muito felizes com a repercussão do caso. Fredy disse que uma frase sua, em particular, foi tirada de contexto na entrevista que deu a um site norte-americano. “No artigo, eles citaram que eu era uma puta. Eles perguntaram se minha família sabia que eu era gay e eu disse: ‘Sim, mas eles não sabem que eu sou uma prostituta’, foi o que a matéria disse, mas não são minhas palavras”, explicou ele ao podcast de Adam Sank.

“O que eu disse foi: ‘Sim, eles sabem [que sou gay], mas eu não contei a eles sobre a situação porque eu não queria que eles pensassem que eu sou uma puta, sabe? Eu não quero que eles pensem que eu estava piranhando por aí’. Eles distorceram completamente minhas palavras”, continuou.

Segundo Fredy, sua irmã passou a receber mensagens de ódios nas redes sociais após a repercussão do caso. “Uma das coisas que mais me incomodou é que minha irmã está sendo importunada por isso. Têm pessoas mandando mensagens de texto para ela e dizendo para ela me aconselhar a me matar”. Apesar do caso ter acontecido em Janeiro, somente na semana passada a história veio à tona, quando Freddy relembrou o dia em parou no hospital.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!