Presidente das Filipinas diz que era gay, mas “se curou” com a ajuda de belas mulheres

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, afirmou ter “se curado” de ser gay com a ajuda de belas mulheres. Duterte é famoso por seus discursos e declarações repletas de impropérios e frases de efeito, ameaças e piadas sobre temas delicados, como o estupro. A declaração foi feita em um discurso na última quinta (30/05), durante uma visita ao Japão.

Durante o discurso, Duterte sugeriu que um de seus principais críticos, o senador Antonio Trillanes, é homossexual. “Trillanes e eu somos similares, mas eu me curei”, disse o presidente. Duterte afirmou que “se tornou um homem novamente” depois de conhecer aquela que agora é sua ex-esposa. “Mulheres bonitas me curaram”, disse.

Antes de sua eleição como presidente, em 2016, ele manifestou apoio ao casamento entre pessoas do mesmo sexo no país católico. Depois, porém, ele mudou o discurso em prol da “união” de pessoas do mesmo sexo. Ele também já utilizou a homossexualidade como um insulto, inclusive contra o embaixador dos Estados Unidos nas Filipinas, Philip Goldberg.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!