Para Bolsonaro, gays não devem se beijar em público: “A nossa família não quer isso”

Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a proferir declarações homofóbicas. Nesta quarta-feira (07/07), em entrevista à Rádio Guaíba, do Rio Grande do Sul, Bolsonaro afirmou que homossexuais não devem se beijar em público.

Tem uma cena com o Haddad, o Lula, a Dilma e o Celso Amorim onde tem dois homens se atracando no beijo e eles rindo, a coisa mais normal do mundo“, disse Bolsonaro, segundo o portal Carta Capital. “Dois homens e duas mulheres querem se atracar? Fiquem à vontade dentro de casa, no motel ou atrás da bananeira. Agora, mostrar publicamente isso e aplaudir? A nossa família não quer isso“, completou.

A cena criticada por Bolsonaro faz parte de apresentação realizada na Casa de Portugal, em São Paulo, em janeiro de 2018, no qual o ex-presidente Lula compareceu. Na ocasião, dois dançarinos se beijaram. A iniciativa foi organizada por intelectuais e artistas em apoio a Lula, então pré-candidato à Presidência da República na época.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!