Matt Damon diz que parou de usar gíria homofóbica após bronca da filha: “Me deu uma lição”

Em entrevista ao jornal britânico Sunday Times, Matt Damon revelou que parou apenas recentemente de usar uma expressão homofóbica após uma bronca de uma das filhas. Segundo Damon, tudo aconteceu na mesa de jantar, durante uma reunião familiar. 

Fiz uma piada há alguns meses e a minha filha me deu uma lição”, contou Damon. “Ela saiu da mesa. Eu disse, ‘poxa, foi apenas uma piada! Eu falei a mesma coisa no filme ‘Ligado em Você’!’. Ela foi para o quarto dela e escreveu um tratado longo e muito bonito sobre os perigos dessa expressão. Eu falei: ‘eu retiro o que disse!’ Aí prometi nunca mais usar. Eu entendi”, explicou o ator de 50 anos.

O artista relembrou que a gíria – faggot, que seria algo como “bicha” em português – era usada na sua infância de forma corriqueira, com uma “aplicação diferente”. No entanto, ele reconheceu que é melhor se policiar sobre esses tipos de declarações, considerando que a sociedade evoluiu bastante. “Antes não importava o que eu falava, porque não virava notícia. Mas talvez essa mudança seja uma coisa boa. Então eu calo mais a p*rra da boca“, concluiu.

Ele é pai de quatro filhas –Alexia, de 23 anos, Isabella, de 15 anos, Gia, de 12 anos, e Stella, de 10 anos, frutos do seu relacionamento com a sua esposa Luciana Barroso. O ator não especificou qual das filhas deu a lição. Vivendo e aprendendo, né gente!

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!