RJ: Modelo acusa de homofobia dono de tradicional restaurante em Ipanema: “Vai embora, gazelinha”

Há 19 anos instalado em Ipanema, na zona sul do Rio, e conhecido por ser um point da rua Garcia d’Ávila, o restaurante Alessandro & Frederico foi denunciado nesta quarta (23/02), em Boletim de Ocorrência aberto na 14ª Delegacia de Polícia, por injuria e homofobia. Autores da denuncia, o casal Nicholas Oliveira e Pedro Guttman acusam o dono do local, o empresário Fabrizio Giuliodori, pelos ataques verbais homofóbicos.

Na denúncia, Pedro conta que estava no restaurante comemorando seu aniversário com a mãe e o namorado, pediu um espumante e uma entrada, mas devolveu a bebida por estar quente e achou que o prato estava estragado. Chamou então o responsável, Fabrizio, que acreditava ser o gerente. Na verdade, o empresário é dono do local. “Perguntei se era para pagar pelo espumante que devolvi inteiro a comida que nem tocamos. Foi então que ele ficou descontrolado e disse: ‘Vai embora, gazelinha!’“, disse Pedro ao blog da jornalista Lu Lacerda, do IG. “Pedi para repetir, porque não acreditei no que ouvi ele repetiu: ‘Gazelinha, vá embora, vá se fod*r, vá pra pu*a que o pariu’. Isso na frente da minha mãe e de outros clientes”, completou.

No Instagram, o Alessandro e Frederico está se limitando a responder os comentários de indignação com a seguinte mensagem: “Lamentamos o fato do cliente não ter se sentido acolhido em nossa casa. Repudiamos qualquer atitude discriminatória e nossos valores são construídos a base de respeito, igualdade e educação”. Em nota a coluna, o restaurante afirma que “em nenhum momento houve ataques verbais e homofóbicos a qualquer pessoa. A casa reforça sempre as orientações entre seus colaboradores para que o respeito e igualdade prevaleçam”.

Nas redes sociais, Nicholas e Pedro receberam várias mensagens de apoio. “Estou achando ótimo a repercussão, porque isso mostra a nossa força e atitudes como essa não podem passar batidas”, diz ele. O caso, que está sob os cuidados do Inspetor de Polícia Ricardo Dourado Brito, aguarda chamado no quarto juizado especial criminal no Leblon.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!