Dupla que usava Grindr para extorquir e torturar homens gays no Distrito Federal é presa

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu nesta sexta-feira (25/03) dois homens acusados de roubar e torturar homens gays no Distrito Federal. Thales Gomes de Oliveira, de 22 anos, e Guilherme Eladio Feitosa Araújo, de 25, foram detidos após aplicarem golpes em pelo menos cinco rapazes. Os criminosos utilizavam o Grindr para encontrar suas vítimas. Com informações do portal Metrópoles.

Segundo o delegado adjunto da 19ª Delegacia de Polícia, Thiago Peralva, os golpistas marcavam encontros pelo aplicativo, iam até a casa das vítimas e as dopavam para roubá-las. Com os homens desacordados, a dupla levava dinheiro, cartões de crédito e, em especial, celulares, a fim de entrar em aplicativos de bancos. A investigação teve início na última terça-feira (22/03), quando a polícia foi chamada por uma das vítimas. O rapaz conseguiu lutar com os criminosos e acertou uma facada em um deles.

Estes autores, com muita raiva em razão do ferimento, passaram a espancar a vítima, fazendo com que ela passasse a sua senha bancária para que eles pudessem acessar a conta. Após espancar e fazer tortura psicológica, eles passaram a faca pelo olho do homem e disseram que iria cegá-lo, além de cortar a mão dele. A vítima, então, cedeu à exigência”, contou Peralva. Depois disso, a dupla fugiu no carro do jovem. Os suspeitos foram detidos pela Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), em Ceilândia, e autuados em flagrante pelos crimes de latrocínio tentado, além de extorsão qualificada. Eles também responderão por, pelo menos, quatro crimes de roubo com violência imprópria.

Thales e Guilherme foram autuados em flagrante pelos crimes de latrocínio tentado, além de extorsão qualificada no delito praticado no Sol Nascente. Ainda responderão, ao final da investigação, por, pelo menos, quatro crimes de roubo com violência imprópria.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!