Fotógrafo de nu masculino tem conta banida no Instagram pela terceira vez e denuncia problemas na plataforma

Fotógrafo profissional há cerca de 15 anos, o catarinense Eberson Theodoro, de 36 anos, vem enfrentando problemas para compartilhar seu trabalho em sua principal rede de comunicação, o Instagram. Idealizador do site Foto de Homem, projeto com a proposta de naturalizar a nudez masculina, ainda alvo de preconceito, ele tem visto suas páginas serem derrubadas permanentemente da plataforma, sob justificativa de infringirem as diretrizes da rede.

Na última semana, Eberson passou pelo mesmo problema e voltou a ter um perfil do projeto deletado da rede social. É a quarta conta que o fotógrafo inicia no Instagram. Segundo ele, desde o começo de seu projeto, há dois anos, este é um dos principais problemas que ele enfrenta em seu trabalho. “Ouvimos falar da censura na época dos militares, mas hoje nós, artistas, sofremos censura das big techs”, reclama. Eberson tinha 7 mil seguidores até semana passada e outra conta sua, banida há um ano, possuía mais de 10 mil. “O maior problema é que a política relacionada a nudez e fotos sensuais é muito subjetiva. Está e a armadilha que me fez perder a conta tantas vezes.

De acordo com o fotógrafo, o trabalho que se dedica a cuidar das redes sociais, uma das principais formas de divulgar o site, se esvai em segundos quando sua conta é banida. “Eu entendo que a plataforma tenha seus termos de uso pra garantir uma melhor qualidade para os usuários. Sou a favor quando uma fake News contra a vacina seja derrubada, pois isso pode ter impactos negativos na vida de milhões de pessoas”, pondera.  “Agora, no meu caso, o que uma foto não explícita de nudez pode prejudicar alguém?”, questiona ele. A nova conta (@fotodehomem1) já está disponível para todos os amantes da arte e da (semi)nudez masculina. 

Especializado em nu masculino, Eberson já perdeu a conta de quantos homens já tirou a roupa (para fotografar). São dois os grandes diferenciais do site: a periodicidade  e o espaço para pessoas dos mais diversos tipos de corpos posarem. Desde o chamado tipo “padrão” até pessoas gordas, magras e um rapaz PCD (pessoa com deficiência), grande objetivo do fotógrafo, que sempre quis retratar pessoas com algum tipo de deficiência física e só recentemente conseguiu. Futuramente, ele planeja fotografar em todas as capitais do Brasil e depois seguir em alguns destinos internacionais, como Nova York e alguma cidade pelo Mediterrâneo. O acervo do site contém ensaios feitos em Joinville, Balneário Camboriú, Curitiba, São Paulo e Rio de Janeiro.

Confira alguns cliques e aproveite para seguir o Foto de Homem

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!