Por que Petrick Garcia incomodou tanto ao gravar cena com 28 ativos?

Incomodou porque fez aquilo que muitos fazem nas festas, nos navios, em casa, na sauna, enfim, fazem, só que ele divulgou. Patrick Garcia é um ator, faz desses encontros conteúdo adulto para ser comercializado, portanto, tem equipe, contrato, tudo formalizado e certamente, os participantes tiveram que apresentar exames.

Ninguém, absolutamente ninguém disse que a PrEP previne outras ISTs além do HIV, mas essa foi a principal maneira de atacar o ator que nem declarou se faz ou não uso do medicamente, que só é distribuído ao usuário se ele estiver com exames de ISTs em dia, ou seja… falaram em fístula, como se quem não transasse também não pudesse ter fístulas, entre outras acusações todas de fundo moral.

O fato é que a gravação durou no máximo 2h, o tempo que muitas transas entre duas pessoas duram, ou seja, Petrick ATUOU por 2 horas e a edição fará parecer que foi um dia inteiro, porque é filme, é fantasia, é conteúdo pornô e não tem nada de realidade nisso. Petrick não recebeu a carga sexual de 28 homens transando a todo vapor, e ainda que tivesse, isso prova como ele é sexualmente capaz e dono do seu prazer.

Os ataques, memes e deboche surgem exatamente do local onde o preconceito é nossa maior preocupação: da comunidade que consome esse conteúdo, gosta, sente prazer, mas no Twitter, ataca como se fosse errado um adulto em sã consciência transar e gostar. Alguns gays devem achar que pornografia é ligar a câmera e começar a fazer putaria e não é.

Nenhum moralista do Twitter está preocupado com a saúde do ator pornô, nenhum deles está fazendo uma campanha de prevenção ou alertando para um perigo iminente, mas encontrando um meio de externalizar seu preconceito, frustração e, certamente, dando hate em alguém que é um alvo fácil há décadas para os héteros: o gay livre.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!