Homem morre esfaqueado após defender casal gay de homofobia dentro de ônibus em Curitiba

Um homem de 40 anos morreu depois de ser esfaqueado dentro de um ônibus, em Curitiba (SC), na noite de domingo (16/06). Segundo testemunhas, o crime aconteceu após a vítima sair em defesa de um casal que estava sendo vítima de homofobia. Conforme a PM, o crime foi registrado em um ônibus da linha que cruza os bairros Santa Cândida e Capão Raso.

No trajeto, os bandidos começaram a provocar e ofender o casal homoafetivo que também era passageiro do coletivo. Quando o veículo chegou na estação-tubo da Avenida João Gualberto, no Alto da Glória, o homem ficou inconformado com a homofobia praticada pelos criminosos e tentou defender o casal. Ele foi brutalmente esfaqueado e morreu dentro do ônibus. Em boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, os agentes contaram que, de acordo com testemunhas, o homem que morreu foi segurado por um dos suspeitos para o outro, então, esfaqueá-lo.

O nome da vítima não foi oficialmente divulgado. Segundo a polícia, os suspeitos são um homem de 41 anos e um adolescente de 17. Eles chegaram a fugir após o crime quando o ônibus parou no tubo Maria Clara, no bairro Alto da Glória, mas foram localizados pela polícia pouco depois. Com o adolescente foi encontrada uma faca com 20 centímetros de lâmina. O objeto estava sujo de sangue.

O homem suspeito do crime recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Central de Flagrantes, enquanto o adolescente foi apreendido e encaminhado à delegacia especializada. A Polícia Civil investiga o caso.

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!