Garçom é espancado, tem roupas roubadas e testa marcada com carimbo na Bahia

3

O garçom Romário Ferreira da Silva, 26 anos, foi espancado e foi marcado na testa com uma espécie de carimbo, com a inscrição “bang bang”, durante um assalto no bairro de Itapuã, em Salvador. Ele prestou depoimento à polícia, na 12ª delegacia, nesta segunda-feira (04/12) e acredita ter sido vítima de um crime de homofobia, já que é homossexual.

“Eu saí com a roupa mais pobrezinha que tinha. Tenho plena consciência de que não foi por causa de marca de roupa. Isso foi um crime de homofobia”, denunciou Romário, que é de Recife e mora em Salvador há um ano. A agressão ocorreu durante a madrugada do domingo (3), na Rua Professor Souza Brito, logo após Romário ter saído de uma confraternização em um bar com amigos. O garçom foi abordado por um homem, ainda não identificado, que o agrediu com um coco e uma garrafa de vidro, informou ao G1.

“Estava saindo do bar e ia pegar um táxi para ir para casa. Como o táxi demorou, eu decidi ir andando, porque moro perto. Foi então que esse cara apareceu, me abordou e anunciou o assalto. Ele fez eu ir para a praia e mandou eu tirar a roupa. Depois, me mandou correr e disse que, se eu não o obedecesse, iria me matar. Eu corri, mas ele veio atrás de mim e puxou meu cabelo. Eu caí, ele me agrediu na cabeça com o coco e eu desmaiei. Ele roubou a minha camisa, a minha bermuda, a minha cueca e as minhas sandálias”, relatou.

O agressor roubou R$ 35 da vítima! Romário ainda teve todas as roupas levadas! Conforme o garçom, as pessoas que estava no bar chamaram a polícia, mas o assaltante conseguiu fugir. Bastante ferido, ele foi levado para o Hospital Geral do Estado (HGE) e precisou levar vários pontos por causa dos cortes que sofreu nas costas e na testa. A 12ª Delegacia de Itapuã, que investiga o caso, informou que a polícia analisa imagens de câmeras de segurança que possam ter flagrado a ação criminosa e ajudar a identificar o suspeito.

Confira imagens…

1

2

4

5

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!