Deputada denuncia o próprio partido por barrar filiação de político gay

12717642_756117997857438_4641034176460207783_n

A deputada estadual Grazielle Machado (PR) usou o seu perfil no Facebook nesta sexta-feira (18/03), para denunciar um caso de homofobia vindo de dentro do próprio partido. Na publicação, Graziella relatou que foi a Amambai, distante 342 quilômetros de Campo Grande, nesta quinta para filiar um vereador e que ele não foi aceito por ser gay.

“Repartindo a minha dor: ” Ontem, fui filiar o vereador Ailton, no PR, para concorrer com força, como prefeito. E, o presidente do partido de Amambai, Dirceu Lanzarine, junto uma comitiva de vereadores como Fisher, etc… Não me deixaram filiar”. Sabe porque? Porque, Ailton é gay. O Partido da República, em Amambai, não me representa”, desabafou a parlamentar.

Em entrevista ao jornal Midiamax, o vereador afirmou que viu a publicação da deputada. Segundo ele, esse deve ser um posicionamento do presidente municipal do partido. “Eu acredito que ele não queira alguém com a minha orientação sexual como prefeito, mas este é um posicionamento dele. É lamentável que no ano em que estamos isso ainda aconteça. De qualquer forma, sou pré-candidato pelo PSB a prefeito”, argumentou.

Ainda na publicação, Ailto garante que não pretende tomar nenhuma medida judicial contra o partido.“Isso não me atinge. Sigo com meus projetos e pensando no bem da minha cidade. Eu só acho lamentável e desagradável ainda ter que lidar com este tipo de situação”, finalizou o deputado.

Confira…

Repartindo a minha dor: " Ontem, fui filiar o vereador Prof. Ailton, de Amambai, no PR, para concorrer com força, para…

Publicado por Grazielle Machado em Sexta, 18 de março de 2016

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!