Pastor compara gay a pedófilos e diz que massacre em boate “ajudou a sociedade”

pastor-copara-gays-boate-pulse-pheeno-capa

Um pastor vem causando revolta nos Estados Unidos! Durante uma de suas pregações, publicada no canal da igreja no YouTube, Roger Gimenez, da Igreja Batista da Verdade, em Sacramento, na Califórnia, classifica como “excelente” o atentado na boate LGBT “Pulse”, onde 49 pessoas morreram e 53 ficaram feridas.

O pastor chama os gays de “sodomitas” e os compara a pedófilos. “Hoje, as pessoas me perguntam, ‘não está triste com a morte de 50 sodomitas? O problema é o seguinte: é como se me perguntassem, ‘está feliz com a morte de 50 pedófilos?’ Ehh, não, me parece ótimo. Acho que ajuda a sociedade. Sabem, acho que Orlando estará um pouco mais segura esta noite”, afirmou.

Em outro trecho, revelado pela emissora “CBS”, se diz favorável ao fuzilamento de gay. “Se vivêssemos em um governo direito, deveriam reunir todos eles em um paredão de fuzilamento e estourar os seus miolos”. Os comentários foram repudiados inclusive pelo prefeito da cidade, Kevin Sacramento, que classificou os comentários como “odiosos”.

O pastor disse que as afirmações foram tiradas de contexto e que o repúdio a suas frases foi um ataque à liberdade de expressão e culto. Ele disse que estava apenas citando a Bíblia durante seu sermão e que seus comentários refletem a opinião de muitos pessoas nos Estados Unidos.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!