Jovem gay decide ficar um ano sem transar para poder doar sangue

RTEmagicC_jay_gay_doar_sangue.jpg

Um jovem de 21 anos decidiu ficar sem fazer sexo durante um ano para poder doar sangue. Jay Franzone é gay, mora em Boston, nos Estados Unidos, e já está em abstinência há oito meses. Assim como no Brasil, o FDA (Food and Drug Administration), órgão responsável pelas normas de saúde no país, proíbe gays de ter qualquer contato sexual por 12 meses caso eles queiram se tornar doadores.

Segundo informações do jornal britânico ‘The Independent’, Jay tomou a decisão de ficar sem transar até janeiro de 2017 para mostrar que a regulamentação não é correta e é insensata, principalmente analisando a escassez de sangue nos bancos do país. Para ele, as autoridades de saúde estão baseando a política no estigma de que todo gay é soropositivo. “Sabemos que isso não é verdade”, falou.

Jay afirma que esse tipo de regra só alimenta o preconceito de que pessoas homossexuais são inferiores. O jovem acredita que deveria existir um método mais justo de seleção. “Meu melhor amigo heterossexual pode transar com 25 mulheres em um mês, sem proteção, e doar. Se eu fizer sexo oral uma única vez em um ano, não posso. É absolutamente ridículo quando se comparam os riscos”, disse ao jornal.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!